Uma equipa de reportagem da Escola Secundária de Sampaio, em Sesimbra, foi à escola sede do Agrupamento Nun’Álvares, no Seixal, ainda no Segundo Período, para assistir a uma sessão de programação do 1º Ciclo.

Os alunos enviados do 12º ano do Curso de Comunicação foram o Filipe Carvalho, que filmou, e o Gonçalo Vidal, responsável pela locução. A deslocação foi feita em resposta a um desafio feito pela DGE-ERTE, na pessoa da Vânia Ramos, professora no nosso agrupamento e também ‘culpada’ por ter avivado a nossa curiosidade em relação à linguagem Scratch, com a qual já ela ‘brincava’ com os alunos.

Assim, numa mesma sala, pudemos ver os alunos de uma turma do 4º ano, da professora Carla Ramos, da Nun’Álvares, e os do 3º ano, da professora Manuela Castelo, da EB1 da Qta. de São João (nas imediações), sob a coordenação do professor de Informática, Jorge Cunha, a começar a ‘arranhar’ na referida linguagem de programação que faz as delícias da pequenada e ensina a desenvolver o raciocínio, num primeiro embate tecnológico devidamente planeado e estruturado, que desmente desde logo a ideia de que ‘eles já nascem ensinados’.

O que é certo é que, agora, estes alunos já vão sabendo programar e reconhecem a sua importância, sob o olhar e a orientação destes jovens professores, alguns dos quais também recém-iniciados nestas artes tecnológicas.

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.