Lançamento do projeto e logótipo vencedor

‘Pesca ó Peixe’, um projeto de educação ambiental sobre o Mar, foi apresentado numa breve cerimónia, no Auditório Conde de Ferreira, na tarde de 11 de fevereiro, pela professora Lia Vasconcelos, e pela Engenheira do Ambiente, Flávia Silva, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, a entidade promotora do concurso.

O projeto em questão está a ser desenvolvido em quatro escolas: a EB do Castelo, a ES de Sampaio, e ainda a EB Navegador Rodrigues Soromenho e o Agrupamento de Escolas Michel Giacometti, que estão a abordar,  respetivamente, os temas: a aiola, a sustentabilidade e o futuro da pesca, o lixo marinho e a biodiversidade. No caso do Agrupamento de Sampaio, este projeto integra as atividades do projeto LeR + Mar, dinamizado pelas Bibliotecas Escolares da Escola Secundária de Sampaio e da Escola Básica do Castelo.

Esta ‘pesca’ pressupõe a formação de repórteres pela literacia do mar, daí a realização de trabalhos com alunos de escolas do concelho de Sesimbra, tido como o espaço natural para o desenvolvimento do tema. A mesma ‘pescaria’ inclui pesquisas, entre outras metodologias; e entrevistas, publicação de artigos e produções afins. O primeiro passo foi o contacto com as várias escolas, a cargo de Flávia Silva, a coordenadora do projeto. Seguiu-se a apresentação aqui descrita, e a realização de um workshop relacionado com técnicas jornalísticas. Entretanto, também está prevista uma ida da pesca às escolas. E, para finalizar, será realizado um seminário, em junho, que incluirá a apresentação dos produtos realizados pelas diferentes escolas e a intervenção de especialistas nas várias matérias, pelo que ainda vai dar que falar.

No dia da apresentação do projeto, a CMS esteve representada pelo vereador José Polido, que lembrou que a pesca, enquanto atividade económica, chegou a empregar três mil pessoas no concelho, organizadas numa comunidade de pesca sustentável. O mesmo considerou que, hoje em dia, era muito importante que os jovens voltassem a olhar para o mar, de forma a reabilitar a literacia oceânica, daí a constituição deste trio, composto pela pesca, pela comunicação social e pelas escolas.

No decorrer da cerimónia, também teve lugar a entrega de um prémio ao aluno André Jacob, do 11º ano do Curso Profissional de Comunicação, da ESS, autor do desenho escolhido para o logótipo do projeto, que justificou a presença de toda a turma e também da professora Ana Completo, que coordenou a realização dos desenhos que foram a concurso na disciplina de Comunicação Gráfica e Audiovisual. O André recebeu o prémio atribuído pela Vertente Natural, que consiste na realização de atividades de coasteering para duas pessoas, incluindo um ‘percurso radical’ pela orla costeira.

O financiamento do projeto ‘Pesca ó Peixe’ provém da EEA Grants, um mecanismo financeiro do espaço económico europeu. Os parceiros são a Associação de Armadores de Pesca Artesanal do Centro e Sul (AAPCJ) e o jornal local “O Sesimbrense”.  Este projeto conta ainda com o apoio de várias entidades, como a CMS, o jornal online “Mares de Sesimbra”, a Vertente Natural e a Artesanal Pescas.

Diogo Bonito e Raquel Narciso, 11º PM, coordenados pelo LookAES

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.