O exercício de evacuação ocorreu na Escola Secundária de Sampaio, no dia 8 de janeiro, pelas 09.30h, sob a orientação dos professores do clube da proteção civil. Após o toque de alarme, alunos, professores e funcionários da escola dirigiram-se para o local definido como ponto de encontro (o campo de jogos), onde se mantiveram durante todo o exercício, de acordo com o plano de evacuação. No final, e após autorização dos professores responsáveis, todos regressaram para as salas de aula e respetivos setores.

Em caso de incêndio ou de outra calamidade, como um tremor de terra, a população escolar tem que estar preparada, daí a realização de dois exercícios por ano. Não vá dar-se o caso!…

A organização implica a preparação dos funcionários e a coordenação das turmas, apoiadas pelo professor que estiver a lecionar no momento. Além disso, há que ter em atenção o timing do exercício, de forma a causar a menor perturbação possível, evitando-se que ocorra durante a realização de testes ou de outros momentos formais de avaliação, mas que, por outro lado, abranja o maior número de alunos possível.

Segundo o professor Joaquim Soares, “houve situações que correram bem, outras que necessitam de ser melhoradas”. Foi positiva a forma como todos saíram dos pavilhões e chegaram em ordem ao local, e a organização dos grupos no ponto de encontro. Será necessário melhorar a forma como os grupos se posicionam no ponto de encontro, de modo a facilitar a verificação dos presentes, através da receção do dístico existente para o efeito.

 O dia, esse ajudou, pois, apesar do frio, não houve chuva, o que permitiu avançar com o exercício.

Para finalizar, a professora Elisa Graça concluiu que era importante a realização destes exercícios, para estarmos mais preparados e conseguirmos responder de forma organizada a eventuais situações de emergência.

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.