Na receção feita ao pessoal docente pelo Diretor do Agrupamento, o professor Rui do Bem começou por apresentar as contingências e as dificuldades, como os horários e a crise financeira que também afeta as escolas e a gestão destas. Depois, deu as boas notícias, como a consolidação do agrupamento e o reduzido índice de abandono dos alunos, resultante da oferta formativa diversificada deste conjunto de escolas.

Presentes estavam também outros elementos da Direção, designadamente, a professora Jesus Leão, adjunta do diretor e responsável pelo Pré-escolar e pelo 1º ciclo; a professora Marília Sequeira, que leciona Ciências Naturais e é também adjunta do diretor; a professora Elisa Graça, de Físico-Química, adjunta do diretor; e o professor de Matemática, José Caeiro, sub-diretor.

A preocupação em reforçar as aprendizagens nas disciplinas transversais aos currículos, como o Português, e, em alguns casos, a Matemática, foi outro dos motivos centrais do discurso do diretor, que tem vindo a mostrar uma apreensão crescente com os resultados obtidos nos rankings e em outras estatísticas afins.

Seguidamente, a atenção do professor Rui do Bem centrou-se na indisciplina e no plano de combate à mesma (PAI), para que a eficácia da lecionação fosse assegurada. Até porque, contrariando o “diz que disse” que “O Diretor só quer é resultados, só pensa em resultados…”, a verdade, segundo o mesmo, é que a escola é uma criadora de resultados, desde os académicos aos sociais, passando pelo reconhecimento da comunidade. Porém, como os resultados em termos das classificações são os mais facilmente quantificáveis, os critérios de avaliação, por sua vez, deviam ser reformulados, para garantir uma maior clareza e transparência.

Dito o essencial, o Diretor relembrou os constrangimentos e as dificuldades e desejou a todos um bom ano letivo, tendo-se revelado disponível para atender aos problemas que surgissem. Por último, convidou os presentes para o momento de convívio subsequente.

A confraternização propriamente dita decorreu de forma animada, até porque, de facto, “as baterias ainda estavam carregadas”.

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.