O primeiro “encontro entre gerações” aproximou professores, alunos e familiares envolvidos no projeto Comenius, em Sesimbra, na semana do Carnaval, que durou quatro dias, incluindo prolongamento.

Após a reunião preparatória entre alguns dos professores das escolas envolvidas – a nossa, uma da Galiza (Espanha), outra alemã (da Baixa Saxónia) e outra turca, situada em Istambul, que tinha ocorrido no final de setembro, foi a vez deste primeiro encontro “a sério”, em pleno período carnavalesco. Assim, as atividades alusivas a esta data, tão ansiada e vivenciada pela comunidade local, foram uma das tónicas do encontro.

Este primeiro “frente a frente”, composto por cerca de 40 participantes, alongou-se por toda a semana: o 1º dia foi marcado pela participação no desfile dos Palhaços; o 2º dia foi dedicado à exposição sobre os anos 60 em Sesimbra, de manhã, aos preparativos para o desfile nos Bigodes de rato, à tarde, e ao jantar à da professora Ondina, à noite; quarta-feira, o 3º dia, foi preenchido por visitas na Arrábida, seguidas pelo teatro sobre os anos 60 vs. atualidade, durante a tarde, antecedido pela receção feita pelo Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Augusto Pólvora, e, para finalizar, por uma breve visita ao Castelo da nossa localidade; o 4º dia teve início com a participação em diversas ações na escola, tendo os visitantes sido recebidos pelo Diretor do Agrupamento, o professor Rui do Bem, ao que se seguiu uma visita Lisboa, tendo o dia terminado com um mais um jantar-convívio, desta vez extensível aos pais e familiares dos alunos participantes; no 5º dia, ocorreram as despedidas, no jardim de Sesimbra, até ao próximo encontro em Istambul, a realizar-se na primeira semana de junho.

O Primeiro me Chegou…

O tom era de festa quando, após os alunos e professores recém-chegados se reunirem com os de cá, foram feitas as breves apresentações e se comeu pizza e mais qualquer coisa, nos apartamentos destinados aos docentes acolhidos, para confortar (e despachar) e ganhar fôlego para o desfile dos Palhaços. Este voltou a preencher com cor e samba a marginal da vila. E entre os “Oh palhaço!” locais e a animação dos visitantes, a tarde passou a correr. À noite, houve jantar num restaurante local e, no caso dos mais ousados, a festa prosseguiu.

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.