No inverno, as condições climatéricas dificultam a vida à Natureza. Todo o alimento se torna escasso e os animais selvagens sofrem com isso. Assim, há quem dê uma ajuda sem querer nada em troca.

Os alunos foram informados das espécies de aves existentes na zona onde vivem e de como poderão contribuir para lhes proporcionar um inverno menos difícil. Para isso, aprenderam a construir comedouros para pássaros, que colocaram nas árvores da escola, e que em casa poderão replicar, colocando-os nos seus jardins ou varandas.

Os afetos são de diversa índole, mas estão sempre presentes no quotidiano e verificam-se de diferentes formas…

Neste “mês dos afetos” também se fizeram cartões, com esmero, para celebrar e demonstrar afetividade…

E, nas aulas de Inglês, assinalou-se o “Valentine’s day”, mostrado no átrio da escola…

Os encarregados de educação dispuseram-se a colaborar em atividades de sala de aula, uma participação sempre muito estimada e valorizada por todos. Contaram-se histórias a pares. Foi lida a história “A que sabe a lua?” e mostrado um quadro. Tratou-se de uma parceria muito cúmplice, que absorveu a atenção da plateia.

Na EPE, com o mesmo afeto, a história era outra!…

Construíram-se monstros “muito fofos”, para levar para casa… e a “árvore do coração crescente”, para a sala de aula.

Antecipando o Carnaval, outros pais apresentaram propostas alusivas a esta época e tivemos o desafio da construção de um brinquedo…

…e de um disfarce “virtual” que nos leva a perguntar “Quem serão estas crianças???”

No âmbito da flexibilidade curricular, os alunos de primeiro ano puderam ouvir a música de compositores como Vivaldi, associaram o nome dado às composições musicais com as matérias em estudo e decidiram fazer um “Carnaval instrumental”. Para isso, construíram as suas máscaras, inspirando-se nos instrumentos da orquestra.

Reciclar para brincar no Carnaval…

…e que inspiradores figurinos se apresentam na entrada da nossa escola!

E, para preparar o desfile na escola, cujo tema era a floresta, os alunos fizeram as suas próprias máscaras…

…e desfilaram na escola.

Mas também houve turmas a participar no desfile das escolas, em Sesimbra. E por isso, na EPE, falaram das selvas…

… da Amazónia…

… dos índios tupi guarani…

… e daí veio a ideia para fazer os fatos para o desfile de Carnaval das escolas.

Na EPE, também se trabalhou a história “A caixa”… e os segredos e tesouros uma caixa pode conter.

E que maravilhas podemos fazer com uma simples caixa!?

Na EPE, e no âmbito do Eco-escolas, com uma mini estufa, puderam ajudar a Natureza fazer maravilhas…

Colocaram a terra…

…e as sementes.

     Puseram num local bem iluminado, regaram e foi vê-las crescer.

E que bonito que está!

Os alunos do 2º FS estiveram, de novo, empenhadíssimos nas suas programações…

Os alunos do 2º DS receberam a visita de dois encarregados de educação. que trouxeram uma proposta de trabalho com polidrons de que todos muito gostaram.

A professora Florbela Edral veio com os seus alunos de 8ª ano da EB do Castelo fazer uma sensibilização para os perigos do mau uso da internet. Os alunos mais velhos trouxeram uma representação multimédia que fixou a atenção dos mais novos. A mensagem passou de forma clara e foi bem entendida, como se pôde comprovar pelas respostas às perguntas finais.

A biblioteca da escola convidou os alunos “mais novos” para ouvir a história “Este é o lobo”, e os “mais crescidos” para ouvir a história “Bruxa, Bruxa, vem à minha festa”. Os dois contos foram apresentados com a ajuda do kamishibai.

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.