Vários foram os alunos das turmas em que é lecionada a disciplina de Espanhol, quer na Escola Básica do Castelo, quer na Escola Secundária do Sampaio (ESS), que participaram nesta efeméride, conforme o comprovam os trabalhos expostos entre dia 30 de outubro e 4 de novembro, no átrio de entrada do pavilhão D da ESS.

Nesta exposição estiveram patentes trabalhos de alunos das turmas 7º F, 8º F, 8º E, 9º E e 9º F, elaborados nas aulas das professoras do grupo de Espanhol, Elsa Covita, Marisa Garcia, Raquel Vasques e Zulmira Martins.

Acerca deste dia comemorativo, fomos pesquisar e deu nisto:

“No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena, que honra os falecidos no dia 2 de novembro. Começa no dia 31 de outubro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Defuntos e do Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada noutros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é numerosa. A UNESCO declarou-a como Património Imaterial da Humanidade.

É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar os seus parentes. Ela é festejada com comida, bolos, festa, música e com os pratos preferidos dos mortos, sendo que a preferência das crianças é as caveirinhas de açúcar. Segundo a crença popular, nos dias 1 e 2, chamados de Días de Muertos, os mortos têm a permissão divina para visitar parentes e amigos. Por isso, as pessoas enfeitam as suas casas com flores, velas e incensos, e preparam as comidas preferidas dos que já partiram. Além disso, fazem máscaras de caveira, vestem roupas com esqueletos pintados ou fantasiam-se de morte.”

(Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_dos_Mortos – com adaptações)

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.