Com o propósito de se elaborar um guia audiovisual para os visitantes interessados em conhecer melhor o centro histórico de Sesimbra, com recurso a uma aplicação mobile, os alunos do 11º ano do Curso Profissional de Comunicação (11º PM) fizeram uma visita ao Arquivo Municipal da vila (AMS), na passada sexta-feira, dia 24 de janeiro, durante o período da manhã.

No AMS, os alunos foram acolhidos pela Chefe da Divisão de Arquivo Municipal e Gestão Documental, Fernanda Rodrigues, que os guiou pelos diferentes espaços que o compõem, desde a sala de leitura ao gabinete de higienização, de forma a perceberem o processo a que está sujeito qualquer documento, desde a entrada, até ao momento em que é propriamente arquivado, para posterior consulta. Seguiu-se uma apresentação sobre a importância do restauro e uma oficina sobre a feitura de um caderno, conforme ainda hoje são compostos os livros de boa qualidade, a cargo da Madalena Lopes, a técnica de conservação e restauro.

Esta sensibilização para o trabalho realizado num arquivo constituiu o primeiro passo para a recolha de imagens de Sesimbra antiga e de informação sobre os locais e equipamentos que o visitante poderá consultar no guia, à medida que for percorrendo as ruas da vila.

Quanto ao trabalho de recolha de imagens, já tinha começado no ano letivo de 2012/2013, numa aula conjunta das disciplinas de Comunicação Gráfica e de Comunicação Publicitária, na qual tinha sido feito um ‘safari fotográfico’ pela vila, com o então 10º PM. Esta aula no exterior coincidiu com um trabalho final de duas alunas do mesmo curso profissional (do 12º PM) que incidiu na conhecida loja do Sargedas e que contribuiu para uma primeira recolha de imagens de Sesimbra antiga. Aliás, foi o próprio que remeteu as professoras envolvidas para o AMS, onde existe um fundo doado por este fotógrafo. E foi algures, na encruzilhada destas duas atividades, o ‘safari’ e a recolha de fotografias de Sesimbra no passado, que surgiu a ideia de criar um guia audiovisual.

Depois, no início de 2013/2014, foi redefinido o percurso pedestre, com o imenso apoio de Eduardo Cunha e João Ventura, ambos do serviço de Cultura da CMS, que também sugeriram que o guia a criar ficasse alojado no site da CMS, para que fosse mais facilmente localizado e descarregado para os equipamentos dos visitantes.

Agora, a produção do guia audiovisual encontra-se na fase de pesquisa, recolha e compilação de dados, por parte dos alunos do 10º e 11º PM, coincidindo com a escolha dos recursos informáticos mais adequados para operacionalizar o guia em questão.

About The Author

Leave a Reply

Your email address will not be published.