Assim se quebra o silêncio das merecidas férias de verão do nosso LOOKaes e a reentrée dá-se com este registo sobre a colónia de férias das Unidades de Ensino Estruturado (UEE) do Agrupamento.

Aproveitamos também para apresentar as nossas desculpas por termos deixado taaaaanto material por editar, mas não temos mãos que cheguem. Porém, este ano letivo, procuraremos fazer mais publicações, de maneira a darmos uma resposta mais pronta às solicitações que nos vão sendo feitas (de forma crescente), e a mantermos o site mais atualizado, até porque vamos ter em breve mais recursos (um mini estúdio de gravação na ESS, disponível para todos). Além disso, tentaremos ser mais sintéticos no que diz respeito ao material a editar. (Enfim, de boas intenções…)

O que é mesmo certo no que toca a este projeto do agrupamento é que o Vosso contributo tem sido imenso, o que o nosso jornal muito agradece, até porque sem ele nada do que temos apresentado seria possível. Assim, arriscamo-nos a pedimos-vos que não desesperem pela nossa eventual incapacidade de resposta e aqui fica o nosso amplo convite para que continuem a colaborar connosco.

(Desculpa Ana Sousa, por aproveitar este espaço… E aqui vai a notícia propriamente dita.)

Foi com agrado que vimos a nossa proposta ser premiada e posta em prática, com a colaboração e envolvimento da comunidade escolar. O Agrupamento de Escolas de Sampaio, juntamente com a Cercizimbra, realizou uma colónia de férias, entre os dias 3 e 7 de julho, no Centro de Férias Quinta da Fonte Quente, Tocha. Esta iniciativa permitiu experiências enriquecedoras e diferenciadas, em ambiente lúdico, aos alunos das três unidades do agrupamento.

Os momentos de partilha e convívio proporcionados aos alunos permitiu ainda aos Encarregados de Educação um descanso merecido e uma pausa nas suas tarefas como cuidadores.

Restam-nos os agradecimentos ao Instituto Nacional de Reabilitação (INR) que cofinanciou  a atividade e à comunidade escolar (professores, assistentes operacionais, alunos, encarregados de educação e  outros elementos e serviços da comunidade local), que, com a venda de rifas angariou fundos para a realização da colónia. Por último, um agradecimento particular à CMS na cedência de transporte e a todos aqueles que por ventura não estejam incluídos nos mencionados e que contribuíram para que esta iniciativa se concretizasse.

About The Author

LOOKaes

Leave a Reply

Your email address will not be published.